Conheça algumas das tendências tecnológicas que podem ajudar a sua empresa

Que o mundo está cada vez mais tecnológico nós estamos vendo, mas já pensou que algumas dessas coisas podem te ajudar no seu negócio?!

Para quem quer começar, o segredo é estudar e não ter medo de errar. “O ambiente digital e de inovação muda o tempo todo e o ponto mais importante é planejar, testar, mensurar e planejar novamente, sempre de forma automatizada e baseada em dados”, diz o professor. E o investimento nem sempre precisa ser tão alto.

 

“Hoje, há soluções mais baratas e tecnologias que conseguem ter um custo de acordo com a necessidade da empresa. No passado, existia muita preocupação quanto ao valor destinado para infraestrutura, máquinas e softwares. Agora, o grande ponto é que as soluções se adequam ao tamanho da empresa”, explica Eduardo Endo, diretor acadêmico dos MBAs da Fiap.

Seja no custo-benefício, na melhoria da experiência do cliente ou na precificação dinâmica dos produtos, são muitas as aplicações para as pequenas e médias empresas.

Confira:

Inteligência artificial

Um exemplo é o chatbot, que pode ser utilizado como atendimento ou como ferramenta de vendas. “Há exemplos em que um robô substitui cerca de quatro pessoas na operação, o que torna o negócio mais rentável e escalável”, diz Ribeiro. Segundo ele, outras oportunidades estão relacionadas com a comunicação: qualquer empresa pode trabalhar uma mídia digital 100% automatizada, baseada em metas predefinidas e operada por inteligência artificial.

Realidade virtual

Imagine uma rede de hotel trabalhando a experiência de sua hospedagem por realidade virtual. Ou um empreendimento imobiliário lançado 100% por VR. “Conheço casos em que não foi construído estande de vendas, mas uma plataforma que levava toda a experiência do condomínio, inclusive com simulação da vista do apartamento com gravações feitas por drone. Isso leva o consumidor a uma experiência real da compra. Pense no quanto isso pode aumentar a propensão de compra do consumidor”, explica Ribeiro.

Internet das coisas

Câmeras controladas pela internet, contratos automatizados, iluminação inteligente, cartão de ponto virtual. A tecnologia já está dentro das empresas e, muitas vezes, nós não percebemos. “O ponto mais importante é o empresário ter em mente que todo trabalho repetitivo será automatizado. Todo produto que não está alinhado com uma nova óptica de consumo deixará de existir ou será trocado por outro que traga mais valor para a sociedade. Esse pensamento trará inovação e, mais do que isso, competitividade para a empresa.”

Reconhecimento facial

Hoje, já existem tecnologias em pontos de venda que conseguem, por meio do reconhecimento facial, realizar pesquisas de satisfação, entender comportamentos diante de um produto e até identificar o consumidor para trabalhar melhor a comunicação direcionada a ele. “No mercado americano, mais maduro com self check-out, já existe o conceito Smile to Pay: pelo reconhecimento facial, os produtos comprados são identificados pelo caixa, e o consumidor simplesmente sorri para o celular, que usa esse sinal como pagamento”, explica.

 

Fonte: Abril Branded Content

 

 

Deixe um comentário